quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Pílulas do dia

Cara, eu tava reparando que eu tenho umas manias... Hoje entrei no ônibus para voltar pra casa e o único lugar que tinha pra sentar era ao lado de um homem muito gordo. Tipo, péssimo lugar, fiquei toda espremida com o ombro quase no meu queixo pra poder caber no assento. Uns cinco minutos depois um cara mais pra frente levantou pra descer do ônibus. O que qualquer ser humano normal que preza pelo próprio conforto teria feito? Teria levantado e sentado no outro lugar que ficou vazio, certo? E eu continuei onde eu tava, sabe por quê? Porque fiquei imaginando que o cara gordo poderia se sentir mal e discriminado vendo que eu levantei do lado dele pra sentar ao lado de um magrinho num assento com mais espaço!! E fiquei apertada até o final da viagem...Ai ai ninguém me merece!!

*****
Outra mania que eu tenho é ficar prestando atenção à conversa dos outros na rua. Nossa, se parou do meu lado e começou a falar, pode ter certeza que eu tô escutando. O único ruim é que nunca dá pra ouvir o final da história. Outro dia eu tava numa rua perto do meu trabalho e uma senhora atendeu o celular.
"Alô? Meu Deus, o quêêê??? A Dani morreu?????????"
Caraca!!! Recebi a notícia da morte da Dani na mesma hora que essa senhora, que era bem mais íntima!! Aí eu desacelerei o passo e fui andando do lado dela pra ouvir a causa da morte. Po, mas aí a senhora virou a esquina e entrou numa rua, não deu pra saber de mais nada! Quase virei também, mas tinha que ir pro trabalho.
Outra conversa que escuto sempre é a dos passageiros com o motorista. Sempre sento perto do motorista e uma vez aí descobri que ele só toma banho frio, mesmo que sejam 3h da manhã. Nossa, eu só tomo banho quente mesmo que faça 40º! Mas e daí que o motorista toma banho gelado???? E daí nada, eu é que não tenho mais o que fazer mesmo!

*****
Mudando de assunto. Por aqui no bairro onde eu moro tem um senhor, mendigo, que tá sempre andando pla rua. Sempre com uma mochila, carregando também uma bolsa no ombro, deve ser tudo o que ele tem. Ai... eu tenho tanta pena, um dia até fiquei chorando em casa, pensando nele e nas dificuldades que ele passa. Fico pensando, cadê a família dele, o que será que ele fazia quando era jovem, por que foi morar na rua... Mas o mendigo deve ter mais roupa do que eu, sério, cada dia tá com um modelito diferente!! E tem roupa pro frio e pro calor!! Eu mesma já pedi pro meu namorado entregar 2 camisas a ele, mas sabe que nunca o vi usando?? Qualquer dia vou perguntar o que ele fez com a roupa q eu dei hehe! Mas essa história toda é pra contar um fato sinistro. Eu sempre corro na praia com um relógio digital. Só que a bateria dele tava meio fraca, sei lá, não marcava a hora há meses, só o cronômetro que funcionava. Um dia passei correndo e esse senhor me perguntou as horas. Aí sorri pra ele, pedi desculpas, e disse que o relógio não funcionava. Ele só sorriu. Cara, continuei minha corrida, e depois que acabei de correr, no que eu cheguei na porta do meu prédio, zerei o cronômetro e... o relógio tava funcionando!!!! DO NADA!! E detalhe, não parou de funcionar até hoje!! Siniiistro né??

Um comentário:

Fabi disse...

Teria o mendigo poderes sobre-humanos?
Mistééério...